quinta-feira, 1 de julho de 2010

OS HOMENS ADORAM UM SHOW

No sofá peguei uma almofada e coloquei em cima do meu colo, assim minhas mãos ficavam escondidas, então pude descer minha mão e colocá-la dentro do vestido da Flávia e acariciar sua calcinha, enquanto ao nosso redor, ninguém imaginaria que nós duas ali no sofá estivéssemos fazendo algo que não deveria ser feito.
Enquanto acariciava com as pontas dos dedos a calcinha dela, fiquei olhando as pessoas ao redor e o que elas estavam fazendo. Os garotos do nosso lado estavam conversando e o casal a frente estava se beijando.
Comecei a encarar um garoto que estava em pé bebendo, ele devia ter uns 20 anos no máximo, era bonito, parecia estar sério. Eu não queria nada com ele, queria apenas que ele percebesse algo suspeito entre nós duas. Queria que ele notasse que alguma coisa estava acontecendo debaixo daquela almofada, e que assim compartilhasse conosco o tesão e o sentimento de perigo.
A expectativa de ele notar algo e se tornar um voyeur comportado, apenas nos observando em silêncio e somente ele olhando, fazia crescer em mim uma sensação que eu nunca tinha experimentado, eu realmente queria que ele percebesse.
Finalmente ele olhou para mim, olhou e me viu o encarando, então ele começou a me encarar também, talvez ele tenha pensado que eu estava dando mole, mas deve ter percebido o contrário quando eu baixei o olhar para a almofada fazendo assim com que ele olhasse também para baixo.
Olhei de volta para ele e ele ainda estava olhando para a almofada. Esperei alguma reação e ele continuou assim: encarando a almofada. Mas ele voltou a olhar para mim, e dessa vez fui eu que tive a certeza: ele tinha percebido, pois agora estava sorrindo, e tão maliciosamente quanto a Flávia.
Acelerei as carícias debaixo do vestido dela, estava agora passando o dedo dentro da calcinha, encostando de levinho no grelinho dela, que ao sentir meu dedo, abriu as pernas para deixar minha mão mais confortável. Tirei a almofada pra ele poder ver que minha mão estava realmente dentro do vestido, que ele não estava enganado e que eu queria mesmo que ele nos observasse.
Voltei a colocar a almofada em cima, afinal era somente ele que eu queria como voyeur.
Ele olhava com uma expressão séria para nós duas e acompanhava atento os movimentos que minha mão fazia.
Agindo desse jeito, ele estava se comportando como eu esperava, então quis agradá-lo mais uma vez: aproveitei que ele estava olhando pra mim e passei minha língua lentamente contornando meus lábios.
Ele sorriu pra mim e nós duas devolvemos o sorriso mais malicioso que conhecemos.

2 comentários:

Anônimo disse...

isso é fake ou vcs são toscas assim mesmo?

Leo disse...

Realmente, adoramos um show!
Ainda mais se for deste tipo....
Meu deus... me queimo todo por dentro!