sexta-feira, 2 de julho de 2010

E NÓS, ADORAMOS SEXO

Observando atento, mas sem dar bandeira, ele se sentou lentamente no braço de um sofá e terminou de beber toda sua garrafinha de cerveja.
Ele sorria pra mim e pra Flávia como se estivesse pedindo mais, dava para ver isso nos olhos dele, a maneira como eles brilhavam, estavam pedindo pra ver mais de perto, para ver mais exatamente.
Tirei minha mão e ele me lançou uma expressão de indagação, de por que eu tinha parado.
A essa altura eu achava que ele era um voyeur comportado, que merecia ver mais do que estava vendo, então peguei no rosto da Flávia, e dei um beijo na boca dela.
Um beijo gostoso, mas sem língua, nós duas de pernas cruzadas e se beijando no sofá.
Olhei para o casal da frente e os dois estavam nos olhando perplexos, quase de boca aberta. Vi também que ali perto de nós tinha dois seguranças da boate, que também estavam nos olhando de queixo caído.
Olhei para o sofá onde estava o garoto, mas provavelmente ele falou pros amigos que estavam perto o que havia acontecido, pois todos estavam olhando pra nós duas, igualmente na expectativa de ver algo do tipo e também estavam perplexos.
Conclui que o garoto que julguei tão comportado não passava apenas de um babaquinha, não sendo capaz de guardar só pra ele o show que estava recebendo, ele teve que abrir a boca e falar pros outros o que estava vendo, estragando assim minha doce fantasia.
Por ali não tinha mais nada pra fazermos, ficar a julgamento de platéia, ainda por cima de héteros preconceituosos não é uma tara minha então, o show estava acabado.
Peguei na mão da Flávia e fomos para a pista de dança, mal chegamos lá e ela falou no meu ouvido que estava a fim de transar. Pensei em levá-la ao estacionamento porque lá é bem escuro e não passa ninguém, mas lá fora estava muito frio então decidi que iria ser no banheiro mesmo.

2 comentários:

Anônimo disse...

Estava gostando do blog, mas agora tá uma coisa meio clichê...Meio "lesbianismo enlatado para homens"...Típicos textos que refletem o que os homens pensam que se passa entre duas mulheres, q o que querem ver entre elas...Não reflete a realidade.Mas sim um romance meio de quinta, desc a sinceridade.

Kellky disse...

Tem certeza q não é realidade??
NORMALMENTE MULEQUE de 20 anos faz isso.Sair contando e tal...
é apenas uma opinião tá.